Na Mídia

Oi, o que você está procurando?

Viral

Taxa extra de condomínio: veja quem deve fazer o pagamento

taxa-extra-de-condominio:-veja-quem-deve-fazer-o-pagamento

Entenda quem é responsável pelo pagamento da taxa extra de condomínio e suas implicações financeiras nos empreendimentos residenciais.

Muitas pessoas alugam apartamentos e são surpreendidas com a cobrança de uma taxa de condomínio extra, ou taxa extraordinária. Apesar de comum, a obrigatoriedade do pagamento dessa despesa ainda é motivo de muita confusão.

A despesa ordinária é aquela que acontece com frequência, como a manutenção do edifício, limpeza e salários dos funcionários. No entanto, a taxa extra é usada para cobrir gastos não previstos, e pode incluir reparos urgentes ou melhorias no prédio.

Quem deve pagar essa taxa extra de condomínio?

Segundo o advogado especialista em direito imobiliário, Marcus Faria, a responsabilidade do pagamento da taxa extra depende do tipo de despesa. As despesas ordinárias devem ser pagas pelo inquilino, uma vez que beneficiam direta ou indiretamente quem ocupa o imóvel.

Imagem: fizkes/shutterstock.com

Por outro lado, despesas relacionadas a melhorias permanentes no imóvel são responsabilidade do proprietário. Nesse caso, são incluídas a troca de um elevador, a implementação de uma piscina ou reformas que agregam valor à propriedade.

Como é definido o valor dessa taxa?

De acordo com Marcus Faria, a definição do valor dessas taxas é feita por meio de uma reunião entre os condôminos, chamada “chamada de capital”. Nessa ocasião, é discutido o investimento a ser feito para o conserto ou a melhoria do prédio.

Para evitar cobranças abusivas, tanto o inquilino quanto o proprietário podem solicitar a prestação de contas do condomínio. Essa é uma medida valiosa para entender o porquê e como o dinheiro está sendo investido.

Participação nas assembleias do condomínio

O especialista destaca ainda a importância de participar das assembleias do condomínio para se certificar de que os gastos estão sendo feitos corretamente.

“A participação efetiva na vida do condomínio é fundamental para que o condômino assegure os seus direitos e saiba por que está pagando”, enfatiza Faria. O advogado esclarece que, em caso de dúvidas, o inquilino ou o proprietário pode recorrer à justiça por meio de uma ação de prestação de contas condominial. Isso permitirá questionar o que foi contratado e o que deixou de ser contratado.

Veja também:

Alteração que deixa moto barulhenta dá multa de R$ 195

Portanto, é essencial se manter informado e participativo na vida do condomínio para garantir que os seus direitos sejam respeitados e que você não seja surpreendido com cobranças indevidas.

Imagem: Pormezz / shutterstock.com

Publicidade: Deslize a página para continuar lendo.
Aviso Legal: Comentários e Opiniões

Os comentários e opiniões dos usuários são de responsabilidade exclusiva de seus autores. O Grupo Cacoal NEWS não endossa nem se responsabiliza por qualquer conteúdo expresso nos comentários, e reserva-se o direito de remover, modificar ou não aprovar comentários que violem nossas políticas editoriais ou que possam ser considerados inadequados.

Postar Comentário

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA TAMBÉM

Cacoal

Colisão fatal deixa comunidade em choque e levanta questões sobre segurança viária na região.

Economia

Descubra se utilizar todo o limite do cartão de crédito realmente resulta em aumento do limite e os riscos financeiros associados a essa prática!

Cacoal

Em seguida, as atividades serão retomadas no rio Pirarara, em Cacoal, e na microbacia do rio Pimenta, em Pimenta Bueno.

Cacoal

O nome da operação, "Vértice", faz referência à sua conexão com a Operação Paralelo da Polícia Federal em 2020, ao identificar novos integrantes do...

Publicidade