Na Mídia

Oi, o que você está procurando?

Viral

Gás de Cozinha está MAIS CARO no Brasil em 2024; Veja onde os preços subiram

gas-de-cozinha-esta-mais-caro-no-brasil-em-2024;-veja-onde-os-precos-subiram

O gás de cozinha é uma das principais despesas das famílias brasileiras. Muitas pessoas sofrem para conseguir comprar o botijão de 13 quilos, que chegou perto de custar 10% do salário mínimo em algumas regiões do país em 2023.

Em suma, o item costuma afetar de maneira significativa a renda de milhões de brasileiros. Os que mais sofrem são aqueles de renda mais baixa, que estão em situação de vulnerabilidade social e econômica.

No entanto, em 2023, a situação ficou mais positiva para as famílias do país. No ano passado, o preço médio do gás caiu 7% no país, para alívio dos brasileiros, e o preço médio do país ficou bem próximo da marca de R$ 100, refletindo o bom momento para os brasileiros que compram gás de cozinha. Entretanto, a situação de 2024 não está tão favorável assim.

Gás de cozinha está mais caro em 2024

Os preços do gás de cozinha caíram no país em 2023 devido a dois fatores. Em síntese, o Governo Federal publicou uma Medida Provisória (MP) no início daquele ano, mantendo zeradas as alíquotas do PIS/Cofins (impostos) sobre diesel, biodiesel e gás liquefeito de petróleo (GLP), o gás de cozinha. A decisão seguiu em vigor no país até 31 de dezembro de 2023.

Além disso, a Petrobras promoveu uma redução histórica no preço do gás de cozinha no dia 17 de maio. A companhia reduziu em 21,3% o valor do GLP, redução que correspondeu a R$ 8,97 por botijão de 13 quilos.

Por outro lado, o gás de cozinha está mais caro em 2024 devido ao acréscimo nas taxas do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) cobrado pelos estados.

Até o final de janeiro, a alíquota do ICMS que incidia sobre o gás de cozinha era de R$ 16,27. Entretanto, a partir de fevereiro, o valor subiu para R$ 18,38 por botijão de 13 quilos. O aumento, que valerá até o final de 2024, não foi muito expressivo, mas a alta já foi suficiente para elevar o preço do gás de cozinha no país na semana passada.

De acordo com o levantamento realizado pela Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio de revenda do botijão de 13 quilos passou de R$ 100,67 para R$ 101,94 no país, alta de R$ 1,27.

Na comparação com a última semana de 2023, a alta é menor, visto que, à época, o botijão de 13 quilos estava custando R$ 100,98 no país, em média. Isso mostra que os valores vinham se mantendo praticamente estáveis no país em 2024, mas subiram devido ao aumento da alíquota do ICMS.

ICMS encarece gás de cozinha no Brasil em 2024. Imagem: Divulgação.

Gás de cozinha está mais barato nos últimos 12 meses

De acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o preço médio nacional do gás de cozinha está 5,61% menor do que no mesmo período de 2023. Essa queda correspondeu a R$ 6,06, entre a primeira semana de fevereiro de 2023 e de 2024.

Na semana passada, o valor médio nacional do botijão de 13 quilos ficou em R$ 101,94, bem abaixo do preço observado no mesmo período de 2023 (R$ 108,00).

A expectativa era que o preço médio do gás de cozinha caísse para abaixo de R$ 100 no ano passado devido aos reajustes da Petrobras. No entanto, a maioria das unidades federativas (UFs) tiveram valores acima dessa marca.

De todo modo, vale destacar que, apesar de não ter havido qualquer reajuste nos preços do botijão de gás em 2024, o valor médio nacional segue próximo de R$ 100. Confira abaixo as UFs que tiveram preços médios do gás de cozinha abaixo de R$ 100 na semana passada:

  1. Pernambuco: R$ 88,53;
  2. Rio de Janeiro: R$ 92,97;
  3. Alagoas: R$ 94,43;
  4. Distrito Federal: R$ 95,45;
  5. Espírito Santo: R$ 95,80;
  6. Piauí: R$ 96,11;
  7. Sergipe: R$ 97,59;
  8. Paraná: R$ 98,81;
  9. Ceará: R$ 99,59.

Na semana passada, Pernambuco seguiu com o gás de cozinha mais barato do país, posição que assumiu em meados de maio de 2023, e nunca mais saiu. A propósito, o preço médio do botijão de 13 quilos no estado nordestino ficou 13,1% menor que a média nacional.

Capitais com os valores mais acessíveis do país

Ao considerar apenas a capital das UFs, o resultado foi um pouco melhor. Em suma, o valor do item foi menor que R$ 100 em dez locais. Veja as capitais com os menores valores do país:

  • Recife (PE): R$ 84,31;
  • Curitiba (PR): R$ 90,76;
  • Rio de Janeiro (RJ): R$ 92,97;
  • Maceió (AL): R$ 94,43;
  • Teresina (PI): R$ 94,51;
  • Brasília (DF): R$ 95,45;
  • Aracaju (SE): R$ 97,06;
  • Vitória (ES): R$ 97,21;
  • Fortaleza (CE): R$ 97,54;
  • São Luís (MA): R$ 99,66.
Aviso Legal: Comentários e Opiniões

Os comentários e opiniões dos usuários são de responsabilidade exclusiva de seus autores. O Grupo Cacoal NEWS não endossa nem se responsabiliza por qualquer conteúdo expresso nos comentários, e reserva-se o direito de remover, modificar ou não aprovar comentários que violem nossas políticas editoriais ou que possam ser considerados inadequados.

Postar Comentário

Responder

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

VEJA TAMBÉM

Policial

Em Porto Velho, policial ajoelha e agradece a Deus após tiroteio que terminou com a morte de um criminoso. Nenhum policial ficou ferido na...

Cacoal

Queixadas são flagrados passeando nas ruas de Cacoal, surpreendendo moradores. O vídeo do grupo de queixadas viralizou nas redes sociais.

Cacoal

Polícia Militar de Cacoal prende mulher foragida condenada por furto no bairro Vista Alegre.

Geral

Caminhoneiro morre e dois ficam gravemente feridos em colisão na RO 010. Autoridades investigam causas do acidente. Saiba mais.

Publicidade